• aumente a fonte
  • diminua a fonte
  • aplique contraste

Controle ambiental e a preservação do acervo

Publicado em: 1 de fevereiro de 2021

O controle ambiental é de extrema importância para todas as instituições museológicas, pois previne a ocorrência de diversas situações em que um objeto possa sofrer algum tipo de degradação. Assim, o Museu Índia Vanuíre sempre busca manter sob controle as condições do local em que está o seu acervo, conforme o seu Plano de Conservação Preventiva e dentro das diretrizes propostas pelo Programa de Acervo.

A conservação preventiva só obtém um resultado positivo quando há um controle no local onde os objetos se encontram (reserva técnica ou área expositiva). Para compreender melhor a importância desse controle, é necessário que se conheça os impactos que a temperatura, a umidade relativa (UR), a luminosidade, a poluição e os agentes biológicos podem causar. Apenas para exemplificar, temperaturas elevadas podem propiciar o surgimento de reações químicas que prejudicam os objetos, principalmente os que são formados por materiais orgânicos.

Para se realizar o controle ambiental são necessárias algumas medidas, como: manter sempre em dia a limpeza dos ambientes, evitando o surgimento de insetos e outros animais, e também o acúmulo de poeira e de poluição nas superfícies dos objetos; manter a temperatura e a umidade estáveis, evitando variações que possibilitem a degradação dos materiais; realizar controle da luminosidade levando em conta a tipologia do objeto. O controle da umidade e da temperatura do Museu Índia Vanuíre é feito utilizando dattaloggers, que identificam a temperatura e umidade expostas em um determinado espaço e apontam esses dados coletados em sua memória para serem analisados após o uso. No final de todo mês os dados são coletados e geram-se gráficos para complementação dos relatórios de controle ambiental. Também são utilizados equipamentos auxiliares, como os desumidificadores, para manter a umidade estável.

Por meio do controle ambiental é possível prevenir infestações, degradações e corrosões dos objetos sob a guarda dos museus, bem como atuar para correções se forem observados dados que demonstrem alterações dos níveis desejados. Portanto, é peça-chave na conservação preventiva dos acervos, sendo de grande importância para a preservação da cultura para as próximas gerações.

MUSEU H. P. ÍNDIA VANUÍRE. Plano de Conservação. Brodowski: ACAM Portinari, 2017.

regua-de-logos-museu-india-vanuire-governo-sp

Todos os direitos reservados. © Museu Índia Vanuíre 2020.